Menu

Imunidade

O que é imunidade?

A imunidade é o nome dado para o sistema do organismo, considerado o protetor do corpo, pois ele é o responsável por ajudar os órgãos do corpo a resistir a diversas infecções e outras substâncias que podem ser prejudiciais à nossa saúde, como hábitos nocivos ou até mesmo o estresse, ansiedade e depressão, que podem desencadear reações de adaptações, gerando alterações hormonais e reações químicas que fazem com nosso próprio organismo passe a se agredir.

Dessa forma, o sistema imunológico não é apenas um mecanismo de proteção, mas também um conjunto de reações responsáveis por manter a saúde, seja de ataques externos, como os provocados por bactérias, fungos, protozoários, mas também dos ataques internos, como nas doenças auto-imunes.

 

Quais são os tipos de imunidade?

Apesar do conceito mais comum de se ouvir ser “sistema imunológico”, existem diferentes tipos de imunidades, tais como:

Imunidade Inata: Trata-se do sistema de proteção que o próprio corpo cria contra algumas substâncias. Ou seja, cada parte do corpo tem um sistema de proteção único contra agentes invasores. Por ser inata, esse mecanismo nasce com nós, e ela é a primeira barreia de resistência do corpo. Porém, ela não é específica, ou seja, não é dedicada a um tipo de invasor. Alguns exemplos de formas de imunidade inata são o suco gástrico do estômago, e barreias físicas, como a pele.

Imunidade Adaptativa: Trata-se de uma imunidade que o próprio corpo desenvolve ao longo do tempo. A partir do momento que vamos sendo apresentados a agentes patogênicos externos, como os vírus e bactérias, o organismo vai criando anticorpos específicos para essas classes de microrganismos. Neste caso, podemos encontrar a imunidade humoral e celular.

Imunidade Passiva: É o processo de passar células e anticorpos de uma pessoa para outra ou de um lugar para outro. Isso acontece com as mulheres na hora da amamentação ou quando você toma uma vacina.

Imunidade Ativa: Este tipo de imunidade ocorre quando o corpo entra em contato com o patógeno uma vez e, em seguida, cria uma resposta de defesa, prevenindo futuras infecções. Um exemplo é a catapora, onde a pessoa pode contrair a doença apenas uma vez.

Imunidade Contra Tumores: O corpo desenvolve um sistema próprio para se proteger contra células cancerígenas.

Imunidade de Memória: Ao tomar uma vacina, o corpo cria uma "memória" de proteção contra a doença em potencial, como no caso do sarampo. Após a vacinação, você não contrairá a bactéria, pois o corpo desenvolveu essa memória.

 

Como reforçar o sistema imunológico?

Para reforçar o sistema imunológico é necessário consumir uma gama de nutrientes, pois, serão elas que fortalecerão os elementos essenciais para a produção das células protetoras do corpo. Além disso, são essas substâncias os responsáveis por ajudar auxiliar o organismo a produzir componentes anti-inflamatórios e antioxidantes, por exemplo, reparando e recuperando assim tecidos, articulações e outros lesões do organismo.

Entre os diversos nutrientes para aumentar a imunidade, damos destaque a algumas vitaminas e aminoácidos, como as listadas abaixo.

  • Vitamina D3;
  • Vitamina C;
  • N-Acetil Cisteína (NAC).

 

- Vitamina D3:

A Vitamina D3, conhecida também como “vitamina do sol”, é uma das principais responsáveis pela imunidade do corpo.

Diferente de muitas vitaminas, onde você precisa comer alguma coisa para obter o benefício, essa vitamina tem como sua principal fonte a exposição à luz solar, que também estimula a produção da vitamina D na pele.

Por se tratar de uma vitamina tão importante para o corpo, em regiões onde a população tem pouco contato com a luz solar, o uso de sua suplementação é essencial.

Além disso, pessoas que trabalham diariamente em escritórios ou ambientes fechados podem precisar também da suplementação ou uma alimentação balanceada específica, incluindo iogurtes, sucos de frutas variadas, leite e até sardinhas enlatadas.

Também existem pessoas que são impossibilidades de expor ao sol, como as com tendência genética a desenvolver câncer de pele. Para esse grupo, a suplementação é imprescindível.

Porém, mesmo que você busque a exposição a luz solar como fonte de vitamina D, é importante que saber que para se ter a síntese de nutriente, o horário adequado para sua produção é pequeno, além de também a quantidade de melanina influenciar na capacidade de absorção dos raios solares, o que prejudica a produção dessa importante vitamina.

Com níveis adequados de vitamina D3 no organismo, você será capaz de ter um sistema imunológico mais fortalecido, desenvolvendo respostas adequadas para impedir a contaminação através de vírus e bactérias, prevenindo gripes, por exemplo. Além disso, ela atua diretamente na saúde óssea e muscular.

Sua suplementação é extremamente segura, sendo uma forma fácil de auxiliar seu corpo a manter seu sistema imunológico fortalecido.

Confira abaixo um vídeo com nosso farmacêutico explicando o papel da Vitamina D3 na regulação da imunidade, em especial na prevenção de gripes e resfriados:

 

- Vitamina C:

Através do seu poder antioxidante, a Vitamina C é um nutriente que o corpo utiliza para o combate a patógenos, como vírus e bactérias. Além desse papel específico, ela desempenha inúmeras outras funções, desde o estímulo do colágeno na pele até a eliminação de toxinas do corpo.

Entre os benefícios desta vitamina, temos:

  • Combate os radicais livres e moléculas que podem danificar as células saudáveis;
  • Estimulador de enzimas digestivas;
  • Estimulador de enzimas antioxidantes, promovendo maior longevidade celular;
  • Auxiliador e estimulador da produção de colágeno, proteína essencial para integrar os tecidos do corpo, o que influencia na cicatrização de feridas;

Além disso, a vitamina C é capaz de reduzir e ajudar no combate de infecções respiratórias, como é o caso da gripe.

Mas, como obter vitamina C?

A primeira maneira de você obter a vitamina C é consumindo alimentos que contenham esse nutriente, como brócolis, couve-flor, laranja, limão, morangos, pimentão (principalmente vermelho e amarelo), manga, entre outros.

A segunda maneira é através de suplementos, indicados por profissionais quando você tem dificuldade de obter a vitamina através, apenas, da alimentação.

 

- N-Acetil Cisteína (NAC):

NAC significa que o aminoácido cisteína está em condições de ser facilmente absorvido pelo corpo. Dessa forma, essa molécula está presente apenas em suplementos.

Na alimentação, iremos encontrar o aminoácido cisteína presente em fontes de proteínas, como as carnes, ovos e alguns legumes. E para o organismo ter acesso a esse aminoácido, será preciso um processo de degradação do alimento, para posteriormente extração desse nutriente.

Por isso, sua ingestão através da suplementação é sempre uma forma inteligente de garantir essa substância em abundância, pois ele desempenha importante função em nosso corpo.

Por mais que esse aminoácido seja utilizado em várias partes do corpo, como na formação de tecidos, quando pensamos na relação da cisteína com imunidade, nos referimos a seu papel na produção de uma enzima antioxidante responsável por ajudar no combate de radicais livres no corpo: A GUTATIONA.

Essa enzima possui papel central na imunidade. Ela está, simplesmente, presente em todas as células do corpo desempenhando papel antioxidante, combatendo agentes invasores que possam estar tentando adentrar em nossas células.

Logo, ter glutationa em abundância, é fundamental para mantermos um sistema imunológico em boas condições. E para isso acontecer, dependemos de uma adequada ingestão do aminoácido cisteína, ou da suplementação do NAC.

Além de ajudar no papel de proteção, o NAC também ajuda na eliminação de muco presente nos pulmões, o que é importante para pacientes que sofrem de quadros de tosse, além de ser muito útil para pacientes fumantes.

Aliás, confira abaixo um conteúdo produzido por nossa equipe onde contamos mais detalhadamente o papel do NAC e da Vitamina C na regulação da imunidade e prevenção de gripes e resfriados:

 

Tem como aumentar a imunidade rápido?

Sim, existem seis formas de você aumentar a imunidade rápido. São elas:

Alimentação balanceada: Tenha uma dieta rica em vegetais, grãos integrais, frutas, proteínas magras e gorduras saudáveis.

Hidratação: Se manter hidratado é essencial para conquistar uma imunidade alta.

Suplementação: Certifique-se de estar consumindo a quantidade adequada de vitamina C, vitamina D3 e zinco. Isso pode ser contemplado a partir de alimentos ou suplementos.

Exercício físico: A atividade física regular também pode te ajudar a aumentar a sua imunidade rapidamente. Neste caso, não é necessário treinos intensos para obter o resultado, caminhadas, natação ou ioga são benéficas também.

Sono: Para manter o seu sistema imunológico sempre fortalecido é essencial ter uma noite de sono que varia de 7 a 9 horas.

Redução de estresse: Práticas técnicas que ajudam a reduzir o estresse, podem ajudar a aumentar a imunidade rapidamente.

 

Quais são os riscos de uma imunidade baixa?

A imunidade baixa é perigosa, pois ela acarreta diversos riscos a sua saúde, como:

  • Tendência a sofrer mais infecções como gripes;
  • Infecções que seriam facilmente controladas se tornam um risco a saúde;
  • Dificuldade de cicatrização de feridas, se tornando um problema em casos cirúrgicos;
  • É possível desenvolver doenças autoimunes, onde as células do corpo passam a se atacar.
Ler mais Mostrar menos
8 Produtos em 1 página
Filtrar
Mostrando 1 - 8 produtos do total de 8 distribuídos em 1 página
8 Produtos
Concordo com os Termos de uso e Politica de Privacidade e aceito receber e-mails com novidades e promoções.
Flor de Íris

Formas de Pagamento

Segurança

  • Loja Segura

Entrega

  • Entregamos em todo o Brasil
  • Correios
  • Total Express
  • Jadlog
  • Rede Sul
Rua Thome de Souza, 145 Casa Michel CEP 88803-140 - Criciúma
  • FLOR DE IRIS PRODUTOS NATURAIS - 33346847000181
  • Todos os direitos reservados - Flor de Íris      -      2021
Central de Atendimento